1.5.13

Estás fria...


Estás fria meu amor
Disseste admirado
Quando tua mão tocou
Meu corpo já cansado
Na longa noite sem luz 
 Da travessia

Fria? Claro; fria!
Vestida de luar
E dos teus gestos

Na noite da ternura
Acendi no teu
O meu archote
E esse foi o único fogo
Que desde então aqueceu
O outono enevoado
Da mesma solidão.

[009.30.01]

Sem comentários:

Enviar um comentário