6.8.13

Sentindo o tempo...


Menina fui
e feliz
 entre os teus braços.
assim a vida o quis.
acordei mulher 
desses abraços.

toquei teus dedos
teci laços...
um coração de mulher-menina
doeu 
de mil cansaços...
e sofreu.

a mulher foi sentindo o desapego
procurou o sossego
deslaçando de dor...

de nada lhe valeu:
inteiro, terno luminoso,
ao fundo de um túnel 
ora macerado ora sombrio
surgiu sempre o amor.

então 
desistiu de fugir - 
- fora melhor.


{fev.2011}

4 comentários:

  1. Belo poema, gostei.
    Tem um bom fim de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, companheiro.
      São pedaços de vida ou de emoções.
      Bom fim de semana.

      Eliminar
  2. OI MARIA !
    TE VI EM OUTRO BLOG E VIM CONHECER TEU ESPAÇO.
    TEU TEXTO É LINDO, PROFUNDO, GOSTEI DEMAIS,
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada por esse apreço, que nem mereço mesmo.
      Contudo, ainda bem que gostaste.
      Abraço.

      Eliminar